QUEM SOMOS
CARTILHA DA CATARATA
DICIONÁRIO DA CATARATA
PERGUNTAS MAIS FREQUENTES
MUSEU VIRTUAL DA CATARATA
LOCALIZE UM ESPECIALISTA
CONTATO
 
Conselho Brasileiro de Oftalmologia

CARTILHA DA CATARATA / O QUE É PRECISO SABER ANTES DA CIRURGIA
 

O QUE É CATARATA | TIPOS DE CATARATA |A VISÃO DO PORTADOR DE CATARATA |CIRURGIA DE CATARATA |O QUE É PRECISO SABER ANTES DE DECIDIR PELA CIRURGIA | CENTROS CIRÚRGICOS PARA REALIZAÇÃO DE CIRURGIAS DE CATARATA | LENTES INTRAOCULARES


« voltar

O que é catarata?
A catarata é uma das maiores causas de cegueira tratável no mundo e surge quando o cristalino – lente natural do olho – se torna opaco. De causas variadas a catarata pode ser congênita, senil, traumática ou medicamentosa, entre outras.

Quais são os sintomas?
Os principais sintomas da catarata são: sensação de visão “nublada”, “turva” ou “enevoada”, alteração contínua no grau de refração e maior sensibilidade à luz.
Somente o oftalmologista poderá solicitar os exames necessários para a confirmação do diagnóstico, bem como, indicar o melhor procedimento cirúrgico para tratamento.

Existe cura?
A cegueira causada pela opacificação do cristalino pode ser revertida com tratamento cirúrgico no qual a lente natural é removida e substituída por uma lente artificial (intra-ocular).

Qual a melhor opção de tratamento?
A facoemulsificação é considerada a técnica mais segura, com recuperação rápida e menor tempo de internação.

Os avanços tecnológicos tornaram a cirurgia de catarata mais rápida e, ao mesmo tempo, mais complexa, exigindo do especialista mais habilidade, conhecimento e experiência. A destreza do cirurgião é essencial para a segurança do paciente, portanto, é fundamental ser acompanhado por um especialista devidamente qualificado. (Clique aqui e veja lista completa dos membros da SBCII)

Além disso, o sucesso do procedimento também esta relacionado à infra-estrutura do centro cirúrgico e a qualidade das lentes intra-oculares e de todo material utilizado durante a cirurgia. Esses cuidados minimizam os riscos da cirurgia, mas ainda assim podem ocorrer complicações, afinal cada paciente apresenta um quadro clínico próprio e reage de maneira única a intervenção cirúrgica.

Lentes intra-oculares
Atualmente, existem inúmeros tipos de lentes com características diferentes. Durante a cirurgia de catarata, por exemplo, já é possível corrigir vícios de refração como a presbiopia. Somente o oftalmologista poderá recomendar o tipo ideal para cada paciente.

O papel do paciente
Como qualquer outro tipo de cirurgia o procedimento para remoção do cristalino e implante de lente artificial envolve riscos para a saúde. Por isso, é fundamental que o paciente cumpra seu papel informando corretamente todo seu histórico e sintomas. Mesmo aquilo que parece não ter nada haver com a catarata deve ser dito, pois muitas doenças podem influenciar o sucesso da cirurgia.

Pré, per e pós-operatório
Para que a cirurgia seja bem sucedida é necessário que o paciente cumpra todas as recomendações do cirurgião antes, durante e após a cirurgia. Cabe ao especialista orientar os cuidados necessários em cada caso e o período de atenção especial até a alta.

 
 
 
Produtora